Olá, obrigada pela visita

Se gostar SIGA, comente, sugira, critique, elogie, indique e volte sempre!

9 de set de 2011


Do bordado à renda: pontos, padrões e trajetória da renda irlandesa no Brasil
Clique na foto para ampliarEstão abertas as inscrições para o curso Do bordado à renda: pontos, padrões e trajetória da renda irlandesa no Brasil, promovido pelo Museu Casa de Rui Barbosa e ministrado por Jorge Amaral, museólogo e professor de figurino teatral e História da Moda (Faetec e Senac/Rio).
As aulas serão de 26 de setembro a 7 de outubro, às 2as, 4as e 6as. das 15 às 17 horas. Pelo seu caráter de oficina, quando os alunos aprenderão a confecção da renda, as duas últimas aulas (dias 5 e 7 de outubro) serão até às 18 horas. As inscrições custam R$ 150,00 (profissionais) e R$ 80,00 (estudantes, professores e servidores do Ministério da Cultura). Será concedido certificado para o participante com 75% de presença.
Conheça o conteúdo programático (pdf, 18,81kb) do curso
 
O curso

O curso se situa no âmbito dos estudos que o Museu Casa de Rui Barbosa promove sobre os artefatos têxteis do século XIX, dentro de seu programa de renovação museográfica, considerando que os artefatos elaborados com rendas e bordados conferiam grande parte do sentido estético dos ambientes daquela época.
As aulas pretendem apresentar um panorama da evolução do bordado a renda com enfoque especial na renda irlandesa, Serão abordados ainda os usos e simbologias das rendas na indumentária e na decoração. Na ocasião serão ensinados alguns pontos e padrões com utilização dos materiais e instrumentos para a produção da renda irlandesa.
A renda irlandesa tem sua origem na Europa, a partir dos bordados, por volta do século XV/XVI. Desde então este artefato foi apresentando características distintas pelos diferentes materiais utilizados em sua confecção de acordo com cada localidade. No Brasil, ela é praticada em algumas cidades do estado de Sergipe. No norte fluminense, o fazer da renda irlandesa já se destaca por manter com cursos regulares essa técnica artesanal tradicional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário